Our social:

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Pré-estreia do documentário 'Um filme de cinema', de Walter Carvalho, no Rio de Janeiro


Na última segunda-feira(14), no Espaço Itaú Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro, aconteceu a pré-estreia do documentário "Um filme de cinema" do diretor Walter Carvalho. O evento contou com a presença de famosos, que foram prestigiar o cineasta.

O ator e diretor de cinema Selton Mello, que recentemente lançou o longa "O filme da minha vida" com fotografia de Walter Carvalho, foi prestigiar o lançamento do documentário do amigo e parceiro de trabalho: "Waltinho é um amor, é o meu pai de cinema. O primeiro filme que eu fiz na minha vida ele era o fotógrafo, em 1990. Anos depois nós fizemos "Lavoura Arcaica", um filme fundamental nas nossas vidas, e agora estamos colhendo os frutos dessa parceria num trabalho lindo que fizemos. E hoje eu vim prestigiar o mestre."

O documentário "Um filme de cinema" é um trabalho primoroso sobre a arte de fazer cinema. O ponto de partida, as ruínas do Cine Continental, abandonado em pleno sertão da Paraíba, é o retrato do abandono das antigas salas de cinemas, trazendo a nostalgia da época dos cine poeira, construindo uma reflexão sobre a arte cinematográfica e sua evolução através do tempo e do espaço. Com depoimentos de personalidades como Ariano Suassuna e de realizadores como Hector Babenco, Julio Bressane, Andrew Wadja, Vilmos Zsigmond, Ruy Guerra, Ken Loach, Béla Tarr, Gus Van Sant, Jia Zhangle, entre outros, o longa é uma verdadeira aula de cinema. 

Walter Carvalho revelou que levou 14 anos para concluir "Um filme de cinema", feito durante o processo de realização de outros longas metragens. Ele destacou que este documentário se comunica com a ficção "O filme da minha vida", de Selton Mello, o qual chamou de filmes-irmãos. "É uma declaração de amor ao cinema. É uma vontade de entender mais o que eu faço, o meu ofício. E como entender mais? É falando com o filme, comigo mesmo e através dos meus colegas cineastas sobre a linguagem do cinema. (...) Essa ideia do ofício em que você trabalha o plano como se fosse a palavra do texto, a palavra do poema, foi o que me encantou e o que me fez fazer este filme numa tentativa de entender ele por trás também, de certa forma. É uma declaração de amor, mas é um filme feito para quem gosta de cinema."

Walter Carvalho já recebeu mais de 70 prêmios nacionais e internacionais ao longo de 45 anos de carreira. Como diretor de fotografia, já realizou mais de 70 longas, entre os quais: Terra EstrangeiraCentral do Brasil e Abril Despedaçado, de Walter Salles; Lavoura arcaica, de Luiz Fernando Carvalho; Carandiru, de Hector Babenco; O Céu de Suely  e Madame Satã,  de Karim Aïnouz; A Erva do RatoEducação Sentimental Cleópatra, de Julio Bressane; Baixio das BestasFebre do Rato e Amarelo Manga, de Claudio Assis. Dos trabalhos mais recentes destacam-se: Redemoinho, de José Luiz Villamarim, e O filme da minha Vida, de Selton Mello, e O Beijo, de Murilo Benicio.

Como diretor, além de Um filme de cinema, realizou Brincante (2014), Raul – O início, o fim e o meio (2012), Budapeste (2009), Moacir arte bruta (2005) e Lunário perpétuo (2003). Também codirigiu Cazuza – O tempo não para (2004), com Sandra Werneck, e Janela da Alma (2002), com João Jardim. Carvalho já tem outro documentário inédito, a ser lançado em breve: Manter a linha da cordilheira sem o desmaio da planície, sobre o poeta Armando Freitas Filho. 

Com distribuição da ArtHouse, o documentário estreia dia 24 de agosto.


Imprensa (2)Trailer/Divulgação

Imprensa (3) Teaser Trailer

Popular Posts

Google+ Followers