Our social:

sábado, 24 de junho de 2017

'TUDO É IRRELEVANTE' APRESENTA A TRAJETÓRIA DE HÉLIO JAGUARIBE


"Tudo é Irrelevante", de Izabel Jaguaribe e Ernesto Baldan, estreou no dia 22 de junho. O documentário tece um retrato de Helio Jaguaribe, um dos mais destacados intelectuais públicos brasileiros, e de uma geração de intelectuais que foi fundamental para pensar o Brasil e ajudar a recriar a abertura política e a democracia após a ditadura militar. Traçando mapas culturais e afetivos, o filme expõe a trajetória de Helio Jaguaribe tendo como pano de fundo as transformações culturais do Brasil e do mundo ao longo do século XX até o presente.  

Ernersto Jaguaribe e Maria Lúcia
Ao longo do último século, os intelectuais públicos tiveram um papel destacado na compreensão das questões da modernidade. Escrevendo em jornais, atuando em institutos de ensino, promovendo debates, engajando-se em polêmicas ideológicas e arquitetando projetos nacionais, os intelectuais públicos desejavam utopias do futuro, modernidades alternativas e uma sociedade mais igualitária e justa. Entre os embates da esquerda e da direita, estes intelectuais públicos formavam a “cidade letrada” que questionava, propunha e dava a pauta do que era o debate intelectual.

Izabel Jaguaribe e Ernesto Baldan
No Brasil, esta cultura letrada teve forte compromisso com a invenção da nação. Uma geração de intelectuais que merece ser registrada como parte fundamental da nossa história e da formação da nossa identidade. Pensadores que começaram a expor sistematicamente suas ideias a partir dos anos 50, onde criaram uma íntima associação entre o projeto de desenvolvimento econômico e social e o projeto de afirmação da nacionalidade brasileira. Se hoje somos um país mais democrático marcado pelo popular-midiático, também resultamos dos sonhos e aspirações destas gerações de pensadores.

Essa geração está hoje nos seus adiantados 80 anos e portanto tivemos praticamente a última oportunidade de registrá-la. O filme conta com depoimentos e relatos de intelectuais e personalidades do cenário cultural latino-americano como Aldo Ferrer, André Lara Resende, Antonio Cícero, Candido Mendes de Almeida, Celso Lafer, Fernanda Montenegro, Fernando Henrique Cardoso, Francisco Weffort, Israel Klabin, Jorge de Souza Hue, Luis Carlos Bresser Pereira, Marcus Azambuja, Maria Alice Rezende de Carvalho, Maria Clodes Jaguaribe, Maria da Conceição Tavares, Oscar Lorenzo Fernadez, Roberto Paulo Cesar de Andrade, Sérgio Paulo Rouanet e Zuenir Ventura. A presença de tantas personalidades importantes em diversas áreas mostra a diversidade do pensamento de Helio Jaguaribe.





Ficha técnica:
Direção: Izabel Jaguaribe e Ernesto Baldan
Roteiro: Izabel Jaguaribe e Suzana Macedo
Pesquisa: Antônio Venâncio, Beatriz Jaguaribe e Ernesto Baldan
Fotografia: Ernesto Baldan
Montagem: Isadora Hertz
Desenho de Som: LC Varella
Som Direto: Eduardo de Aguiar
Música Original: Jaques Morelenbaum e André Mehmari
Trilha Sonora:  Jaques Morelenbaum e André Mehmari
Direção de Produção: Ernesto Baldan
Produção Executiva: Izabel Jaguaribe e Beto Bruno
Empresa Produtora: Jaguar Produções Artísticas LTDA
Produtora Associada: Canal Brasil
Duração: 83min
Ano de produção: 2016
Classificação: 10 anos
País de produção: Brasil

Festivais          
Mostra competitiva do Festival “É Tudo Verdade 2017”

Fonte: Julia Moura/ Primeiro Plano Assessoria de Imprensa.

Popular Posts

Google+ Followers