Our social:

sexta-feira, 31 de março de 2017

Vermelho Russo, filme vencedor de melhor roteiro no Festival do Rio 2016 estreia em abril


Vermelho Russo, dirigido por Charly Braun (Além da Estrada), que também assina o roteiro ao lado da atriz Martha Nowill, acaba de divulgar o trailer oficial. O longa venceu o prêmio de Melhor Roteiro no Festival do Rio 2016 e participou da Mostra Internacional de São Paulo do mesmo ano. A produção é da Muiraquitã Filmes e Waking Up Films, em coprodução com Empyeran Pictures e Vita Aktiva Filmes. A distribuição será feita pela Vitrine Filmes. Estreia dia 27 de abril.

Vermelho Russo é inspirado no diário da atriz e escritora Martha Nowill, publicado na revista Piauí, em março de 2009. Conta a história da vida no teatro e a dificuldade das atrizes com duas culturas diferentes, em um misto de ficção e documentário. Além de Martha Nowill, que recebeu o prêmio de melhor atriz coadjuvante no Festival do Rio 2013 por sua atuação no longa Entre Nós, também estão no elenco Maria Manoella (Mulher Invisível, O Palhaço), que estará na série da Globo 13 Dias Longe do Sol, o ator e diretor Michel Melamed e Soraia Chaves, estrela do cinema e da televisão portuguesa.

SINOPSE
Marta e Manu são duas jovens atrizes em crise com a profissão. A fim de se reinventar, decidem encarar o inverno russo para se aprofundar na famosa técnica Stanislavski de interpretação. Entre nevascas, brigas, paixões e muitos litros de vodka, suas personagens acabam por extrapolar os limites da cena e da amizade, fazendo com que sejam constantemente testadas pelo rigor do teatro e uma Rússia majestosa e difícil.


ELENCO:
Esteban Feune de Colombi
Martha Nowill
Maria Manoella
Michel Melamed
Soraia Chaves
Vladimir Poglazov

FICHA TÉCNICA:
Direção: Charly Braun
Roteiro: Charly Braun e Martha Nowill
Produção: Charly Braun e Eliane Ferreira
Direção de Fotografia: Alexandre Samori
Montagem: Caroline Leone e Charly Braun
Produção Executiva: Eliane Ferreira
Empresas produtoras: Muiraquitã Filmes e Waking Up Films
Empresas coprodutoras: Empyeran Pictures, Vita Aktiva Films (Rússia)
Distribuidora: Vitrine Filmes (Brasil)
Vendas internacionais: FiGA Films.

SOBRE O DIRETOR - CHARLY BRAUN
Charly Braun formou-se em cinema e letras pela Emerson College em 2000. No ano seguinte lançou o primeiro filme com atores totalmente interativo da internet,www.17lifefables.com, exibido em importantes festivais de novas mídias como o FILE e o VideoBrasil. Em 2004 realiza seu primeiro curta no Brasil, “Quero Ser Jack White”, que teve sua estreia internacional no Festival de Rotterdam e recebeu, entre outros prêmios, o de melhor curta no Festival do Rio. Em 2006 filma “Do Mundo Não Se Leva Nada”, que teve sua estreia internacional no festival de Tribeca, tendo sido exibido em inúmeros festivais nacionais e internacionais. Dirigiu o making of dos filmes “O Cheiro do Ralo”, de Heitor Dhalia, “Ultima Parada 174”, de Bruno Barreto, e “Natimorto”, de Paulo Machline. Como ator, participou de filmes, peças, novelas e comerciais. Em 2011 lança seu primeiro longa-metragem, “Além da Estrada”, que obteve em sua estreia no Festival do Rio o prêmio de melhor direção, sendo posteriormente exibido em mais de trintas festivais e premiado no Brasil, na Rússia, nos EUA e na Índia. Lançado comercialmente nas salas de cinema de 5 países, obteve uma das maiores bilheterias entre os filmes independentes lançados no Brasil naquele ano. Em 2012 dirige, para a TV Cultura, o telefilme Vitrola. Em 2013 dirige o videoclipe Bitter Tears, para o renomado cantor americano Rufus Wainwright. Atualmente prepara-se para lançar seu segundo longa-metragem, “Vermelho Russo”, uma co-produção Brasil-Rússia. Ainda trabalhou como ator em teatro, na televisão e no cinema. 

SOBRE A PRODUTORA – MUIRAQUITÃ FILMES
A Muiraquitã Filmes foi fundada pela produtora Eliane Ferreira e foi uma das produtoras do longa “Fabricando Tom Zé” de Décio Matos Jr, premiado no Festival Rio e Mostra de São Paulo. Produziu outros 2 longas para cinema, além de vários curtas e medias metragens. Este ano os filmes recém finalizados, “Vermelho Russo” de Charly Braun e “A Luta do Século” de Sergio Machado, estreiam no Festival do Rio. A Muiraquitã Filmes tem mais 3 longas em finalização: “Bala Sem Nome” de Felipe Cagno, “Fazenda do Ribeirão do Qüeba” de Helvécio Marins Junior e o documentário Cine Marrocos de Ricardo Calil. Seus próximos projetos para produção são os longas “Os Arrependidos” de Ricardo Calil, “Para Francisco” de Dainara Toffoli, “Um Animal Amarelo” de Felipe Bragança e “Sol” de Lô Polliti. Em sua carteira de desenvolvimento de projetos destacam-se entre os projetos desenvolvidos o longa “Aurora” de Karim Aïnouz e a série documental “Verger” de Sérgio Machado. Em 2015 o produtor Argentino Pablo Iraola tornou-se sócio da Muiraquitã Filmes trazendo sua experiência internacional para a produtora.

SOBRE A PRODUTORA – WAKING UP FILMS
A Waking Up Films é a produtora do diretor Charly Braun, em sociedade com sua irmã, a atriz Guilhermina Guinle. Produziu em 2001 o primeiro filme com atores totalmente interativo da internet, www.17lifefables.com, exibido em importantes festivais de novas mídias como o FILE e o VideoBrasil. Em 2004 produziu o curta-metragem Quero Ser Jack White, exibido em mais de trinta festivais no Brasil e no exterior (inclsuive no Festival de Rotterdam) vencedor de diversos prêmios, entre outros o de melhor curta no Festival do Rio. Em 2006 produz Do Mundo Não Se Leva Nada, exibido em festivais nacionais (Mostra de São Paulo) e internacionais (como o Tribeca Film Festival) e na televisão pelo canal Multishow. Entre 2008 e 2011 produz e lança, em parceria com a produtora Lynxfilm, o longa-metragem Além da Estrada. Uma co-produção com o Uruguai, o longa tem sua estreia mundial no Festival do Rio em 2010, onde ganha o prêmio de melhor direção. Posteriormente, o filme é exibido em mais de trinta festivais no Brasi e no exterior, acumulando um total de 4 prêmios de melhor filme. O filme também recebe o prêmio de melhor roteiro no prêmio SESI do cinema paulista. Além da Estrada tem sua estreia comercial nas salas de cinema do Brasil em 2011. Distribuído pela Vitrine Filmes, atinge grande sucesso junto à crítica o público, consagrando-se como o filme nacional de ficção de pequeno porte com maior número de espectadores no país. Posteriormente o filme é distribuído nos cinemas da Argentina, do Uruguai e de Portugal, lançado em DVD pela Vinny Filmes e atualmente enconra-se disponível no iTunes e no Netflix para VOD.

SOBRE A DISTRIBUIDORA - VITRINE FILMES:
Em seis anos a Vitrine Filmes distribuiu mais de 70 filmes, dentre seus maiores sucessos lançou o longa: Hoje eu quero voltar sozinho, que alcançou mais de 200 mil espectadores, O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho, considerado pelo New York Times um dos melhores filmes de 2012, Frances Ha, indicado ao Globo de Ouro em 2014, e Califórnia, filme de estreia de Marina Person, selecionado para o Festival de Tribeca.
Em 2016 a Vitrine Filmes lançou os elogiados Mãe só há uma, de Anna Muylaert, diretora do premiado Que Horas ela Volta? e Aquarius, segundo longa de Kleber Mendonça Filho, selecionado para competição oficial de Cannes.

Fonte: Julia Moura/ Primeiro Plano Assessoria de Imprensa

Popular Posts

Google+ Followers